Os segredos do café Italiano, no charmoso Gran Caffè Gambrinus (Nápoles)

Caffè Gambrinus, NápolesOs Napolitanos dizem que o café deles è o melhor do mundo.

Sempre suspeitei que è um exagero poético, que faz parte da teatralidade da cidade.  Por isso, quando visitei Nápoles em junho, indaguei: foi visitar o encantador Gran Caffè Gambrinus, o mais antigo café da cidade.

E bati um papo com o Diretor do local, Gennaro Ponziani, extremamente disponível em explicar alguns segredos do café em Nápoles.
Afinal, foi oferecido um café “strapazzato”: delicioso, com pó de chocolate. Obrigado! Super aconselho.

Confira o vídeo e controle que sejam ativas as legendas em português.

 


 

Transcrição:

IMG_2922Diretor Gennaro:

O Gambrinus é uma instituição em Nápoles, desde 1860.

É o único Caffè histórico na cidade.
Em Nápoles tem a água e muitas outras particularidades que contribuem para fazer o bom café.
Desde a instrumentação até a mistura do café.
Pois, nós Napolitanos, vamos mais a fundo da técnica do café.
Temos todo um cuidado com a instrumentação do café, temos cuidado com o moedor,
a filtragem da água; é muito importante.
E a xícara que é quente,
e somente nós no Sul da Itália, usamos a xícara quente.
Quando pra lá de Roma não têm este hábito.
Quando a xícara está quente, ela mantém as gorduras do café, os aromas, as cores, o gosto.

Nicola, de VaPensiero:

Senhor Genaro, pode nos dizer o segreto para 
fazer um bom café italiano em casa?

café em Nápoles
Diretor Gennaro:

Bom, se temos a máquina de café Moka, esta Napoletana vamos dizer, a Moka Express, apenas precisa colocar no recipiente inferior, onde tem o buraquinho,

meia colher de café cru junto com a água. Depois fechar. É um segreto dos anos 40 e 50, dos nossos avós.
Assim que a água ferve, o café vai em fusão com água quente e já relaxa as
suas substâncias. O café inicia a subir mais rápido e teremos um café mais forte e mais concentrado.
E quando se adiciona o café moído fino no funil, deve-se fazer como uma pequena montanha sem prensá-la com a colher.
Apenas fechar com o recipiente coletor. Depois, colocar
sobre o fogo baixo e abrir a tampa da Moka express.
Assim se cheira mais o aroma do que está saindo,
e aquela humidade, que ficaria fechada com a tampa da Moka, não vai absorver a cremosidade do café.

(Visited 71 times, 1 visits today)

Nicola Di Grazia

Italiano, casado e pai de 2 filhos. Morou no Brasil por 11 anos. Como professor de Italiano, hoje dá aula online com Skype (user: fromlucca) pois é o pé firme na Itália de VaPensiero. Sua base è na maravilhosa Lucca.