12 dicas de comportamento e etiqueta na mesa Italiana

Os sites Ideafixa e Restaurantes.com.br comparam interessantes diferenças de etiqueta, nas mesas de vários países do mundo. Eles concordam que “Ao comer na Itália, procure não pedir mais queijo para inserir no prato, isso significa um insulto ao cozinheiro. Coloque apenas se for oferecido.”

Achei estranho. Eu que sou Italiano, na verdade, nunca ouvi falar isso. Talvez em qualquer lugar da Itália ou em epoca passada, deve ter existida esta regra.
Mas hoje, quando queremos mais queijo, para nossa “pasta al ragù” ou “penne alla matriciana“, não temos problemas de pedi-lo em qualquer restaurante italiano.

Etiqueta - O que não fazer: como Sordi no filme "Um americano a Roma"
O que não fazer: como Sordi no filme “Um americano a Roma”

Por esta discrepância e outras, que apurei em conversas com amigos brasileiros, resolvi listar minhas 12 dicas para sentar com tranquilidade em uma mesa na Itália. Fiz uma miscelânea entre o que diz a Academia Italiana do Galateo, sites de referências e o senso comum dos italianos.
Ignorei algumas coisas do Galateo: por exemplo, a guia indica que não é educado dizer “buon appetito” no inicio de uma refeição. Porque antigamente os aristocratas não chegavam famintos em uma mesa formal; por isso era constrangedor dizer “bom apetite”.
Mas os tempos mudam, hoje o 87% dos italianos (relata a Academia) acha que dizer “buon appetito” seja cortesia. Eu sou um desses.

Penso importante também explicar que na Itália temos 3 pratos separados, mesmo que a Academia Italiana do Galateo não faz menção de como se comportar com isso.

Com estas premissas, seguem:

As 12 dicas para sentar em uma mesa Italiana

  1. Na Italia comer é uma religião e o ato de comer sentados, todos juntos na mesa, é a cerimonia. Esquecer de fazer como no Brasil, aonde alguém pega seu prato e vai comer sentado no sofá ou até em outro quarto. O Italiano que convidou você não gostará.
  2. Prelibate-ricette-primi-piattiNa Itália a comida é separada por etapas e elas não podem se misturar num único prato.
    Primeiro tem a entrada, depois a massa ou um risotto, depois uma carne ou peixe, seguida de acompanhamentos. Nunca mesmo você vai ver um italiano comer carne e risotto (arroz) ou massa no mesmo prato.
    E já vi brasileiros na Itália que ficaram entusiasmados nas entradas, comendo um monte de pão com salames, azeitonas, queijos, etc. 
Mesmo avisados que tinha depois outros pratos, chegaram nas massas e já estavam de barriga cheia, deixando todo o restante na mesa.
    Dica: na Itália precisa ter boas táticas para ir da entrada até o dessert, café, ammazza café, com desenvoltura.
  3. scarpettaLa scarpetta.
    Este é o ato de terminar o molho que ficou no prato, pegando um pedaço de pão, para coletar o que sobrou, e esfregando o pão no prato. Uma delícia!
    Você vai observar bastante gente que faz isso em um restaurante popular. Mas, realmente, não é boa etiqueta imitar isso em contextos formais.
  4. Lo stuzzicadenti.
    O palito de dentes. Em jantas formais melhor não perguntar para um palito. Se realmente precisa usa-lo, afastasse da mesa e use-o no banheiro, sugere a etiqueta da Academia Italiana do Galateo. Eu concordo de tomar este cuidado.
  5. buono-gesto-nicolaGestualidade
    Em geral, todos sabemos que em uma situação formal é melhor conter os gestos.
    De qualquer forma,  no Brasil vejo pessoas que puxam levemente sua orelha para mostrar que a comida é deliciosa. Na Itália daria confusão: este gesto tem sentido de indicar alguém como homossexual.
    Para mostrar que uma comida é gostosa, nós Italianos temos diferentes gestos, como apoiar o dedo índex na bochecha e fazer um movimento de rotação da mão.

  6. Atenção com perguntar o sal.
    Para o Galateo, se na comida falta sal não devemos perguntar quando não esta na mesa. Daremos um sinal que a comida não é gostosa. Na antiguidade o sal era como moeda, então pedi-lo podia dar desconforto no dono da casa, caso ele não tinha mais a oferecer.
  7. Como no Brasil, também na Itália o uso dos dedos para comer é considerado rude em muitas situações. Mas tem algumas exceções: para pizza, frutos, pão ou coxinha de frango é aconselhado por praticidade de usar os dedos, na maioria dos lugares (talvez …em um hotel 5 estrelas, como o Danieli, não).
    Um ditado popular italiano diz “Anche la regina Margherita mangiava il pollo con le dita”= “Também a rainha Margherita comia o frango com os dedos”.
  8. O pão não se corta com a faca na mesa, mas se divide apenas com as mãos.
    Nesse sentido, a religião tem a sua influência na Itália.
  9. tovaglioloGuardanapo = tovagliolo.
    Uma vez sentados, colocar o “tovagliolo” aberto sobre as pernas. Quando precisa usa-lo, como antes de beber, portar até a boca e depois recoloca-lo de volta. Na Itália não é elegante pintura-lo no pescoço, como para as crianças. Afinal da refeição, apoiar o guardanapo a esquerda do prato.
  10. Bebidas
.
    Nas mesa da casa dos Italianos tem sempre vinho e água. É difícil ter refrigerante. Refrigerante tem, normalmente, para festa de crianças. Então a dica é: se você não vê na mesa o “refri”, evite de pedi-lo.
    Sobre o vinho:  o vermelho é servido a temperatura ambiente então a dica extra é de não pedir gelo para colocar no vinho. Com exceção para o vinho branco.
  11. posate_attesa
    Refeição em espera

    Como deixar os talheres.
    Quando você faz uma pausa tem a posição a X, como na primeira ilustração. Quando terminamos terá uma outra posição, com faca e garfo em paralelo.

  12. É aconselhado não colocar o telefone na mesa.
    2 motivos principais: para motivos de higiene e para não diminuir a importância das pessoas sentadas na mesa.Infelizmente em restaurantes populares, sendo os Italianos apaixonados para celulares, terá um exibição e uso exagerado de smartphones.
Faca e garfo com refeição termianda
Faca e garfo com refeição terminada

 

As outras fontes italianas que me ajudaram a escrever estas 12 dicas básicas são:

Este post não tem a pretenção de indicar dicas definitivas e indiscutíveis. Os costumes da Sicília até o Piemonte, na Itália, são vários. Então, se você conhece etiquetas diferentes  ou dicas extra de comportamento na mesa italiana, por favor, acrescente com um commentario.

Buon appetito!

Nicola Di Grazia

Italiano, casado e pai de 2 filhos. Morou no Brasil por 11 anos. Como professor de Italiano, hoje dá aula online com Skype (user: fromlucca) pois é o pé firme na Itália de VaPensiero. Sua base è na maravilhosa Lucca.